Make your own free website on Tripod.com
Quasars

                São grandes versões dos pulsars. Possuem um núcleo supermassivo rodando rapidamente conectado a um forte campo magnético. Eles são a conseqüência de múltiplas colisões de milhões de estrelas densamente compactadas no núcleo galáctico, rompendo as camadas externas e expondo uma visão total de temperaturas de bilhões de graus dos interiores das estrelas massivas.
                Outra hipótese para explicar o vasto derrame de energia neles,  é que sejam galáxias onde as estrelas estão densamente compactadas, que uma explosão em supernova rompe as camadas externas de uma outra, transformando-a em supernova, provocando uma reação em cadeia. São potencializados pela anulação mútua e violenta da matéria e antimatéria que até então era preservada de alguma forma no quasar. Ele pode ser definido também como a energia liberada quando gás, poeira e estrelas caem  em um imenso buraco negro no núcleo  de uma galáxia, talvez ele mesmo seja o produto de anos de colisão e junção de buracos negros menores.
                Poderiam ser uma espécie de "buracos brancos", o outro lado dos buracos negros, o afunilamento e euma eventurla emersão da matéria despejada em buracos negros, em outras partes do universo e em outros universos.
                Tudo isso continua permanecendo um mistério. Independente da causa, ele é uma explosão de conseqüências inexplicáveis. Em cada quasar, ocorre a explosão de milhões de mundos, dos quais nenhum escapa. Assim como o universo possui grandes  belezas , também mostra violências caóticas.
                Até a própria Via-Láctea possui duas enormes nuvens de hidrogênio, o suficiente para fazer milhões de sóis surgir do núcleo galáctico, como se ocorressem explosões bandas de vez em quando. Isso consiste com a idéia de que pode haver um buraco negro escondido nela. A Via-Láctea está entre as galáxias como uma que possui uma idade mediana,  e que possui quasars e galáxias explodindo.
                Os quasars por estarem muito distantes, nós só os vemos quando eles eram ainda jovens.
 

Fonte: Cosmos - Carl Sagan